Dia Mundial dos Oceanos: como o plástico afeta a vida marinha?

Por Ana Clara Faria

Em 8 de junho é celebrado o Dia Mundial dos Oceanos. A data foi comemorada pela primeira vez em 1992, no Earth Summit (também conhecida como Rio-92 ou Eco-92), conferência realizada pela ONU no mesmo ano. A data inspira organizações e governos ao redor do mundo em esforços de conscientização sobre a importância da conservação dos oceanos, que ocupam cerca de 70% de toda a superfície terrestre.

Uma das maiores ameaças à vida marinha é a poluição das águas; nesse quesito, o descarte de plástico entra na lista de principais poluentes oceânicos. Estima-se que cerca de 8 milhões de toneladas de plástico sejam descartadas nos mares a cada ano. Esses resíduos, nocivos à vida marinha, são responsáveis pela morte de milhões de animais anualmente.

Veja, a seguir, alguns exemplos de espécies marinhas afetadas pelo descarte de plástico nos oceanos:

Tartarugas marinhas

Tartaruga marinha
Ilustração: Ana Clara Faria

Existem, atualmente, sete espécies de tartarugas marinhas nos oceanos. A maioria dessas espécies estão ameaçadas de extinção, e o aquecimento global, assim como a poluição dos mares, são fatores que contribuem para a diminuição da população de tartarugas. Pesquisadores australianos publicaram um estudo que aponta que mais da metade de todas as tartarugas marinhas já ingeriram fragmentos de plástico.

Baleias, golfinhos e outros mamíferos marinhos

Baleia-jubarte
Ilustração: Ana Clara Faria

Essas espécies também são expostas aos riscos da poluição dos oceanos; é o que indica uma pesquisa publicada na revista Scientific Reports, na qual pesquisadores britânicos examinaram 50 animais de 10 espécies diferentes de mamíferos marinhos. Foram encontradas partículas de microplásticos (isto é, pedaços de tamanho inferior a 5 milímetros) no trato digestivo de todos os animais analisados.

Golfinho
Ilustração: Ana Clara Faria

De acordo com dados divulgados pela UNESCO, os plásticos descartados nos oceanos são responsáveis pela morte de mais de 100 mil mamíferos marinhos a cada ano.

Aves marinhas

Pelicanos, albatrozes e fradinhos são exemplos de aves marinhas que sofrem com a poluição dos oceanos. Segundo a UNESCO, mais de um milhão dessas aves morrem por conta da presença de plástico nos mares. Outro estudo indica que 90% das aves marinhas já ingeriram plástico; os pesquisadores estimam, ainda, que esse número chegará a 99% em 2050.

Ave marinha
Crédito: Pexels

Participe do movimento! Siga o Info Sustentável no Twitter e compartilhe a tag #EuSouInfoSustentavel 🙂

Curta a nossa página no Facebook

Siga-nos no Instagram

Faça parte da nossa lista VIP: inscreva-se na Newsletter do Info Sustentável

Um comentário sobre “Dia Mundial dos Oceanos: como o plástico afeta a vida marinha?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s